Mini Review: Grand Theft Auto 4

Niko chega de uma guerra e vai parar em uma cidade americana onde as coisas iriam ser diferentes.

O cara é bom no volante. Leva uns caras pra cá e pra lá na moral.

Niko acaba em uma guerra maior do que do país que ele saiu. Mas as coisas seriam diferentes.

O cara é bom no gatilho. Dá uns tecos nos caras do tráfico de drogas, nos caras que são chefes da máfia, na polícia e até nos caras que chamaram ele para dar uns tecos em outros caras.

Niko é um cara multimídia. As coisas são diferentes.

Ele pode assistir a droga que rola na televisão, ouvir as músicas das rádios, comer no McLixo da esquina e até pode sair com os seus amigos para tomar um porre.

Niko tem um celular bacana, uma casa que é um porre e um péssimo gosto para roupas.

Ele é mais legal que a cidade em que mora. Realmente, as coisas são diferentes.

Com Niko não tem muita graça sair causando confusão em Liberty City. Mas ninguém liga pra isso, afinal, as coisas não são tão diferentes assim.

Anúncios

0 Responses to “Mini Review: Grand Theft Auto 4”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: