Arquivo para fevereiro \21\UTC 2008

Vitória brasileira

945053_20080219_screen001 O Brasil é um país que é demais. Um ambiente totalmente hostil para desenvolvedores de jogos. Um país que não dá nenhum tipo de ajuda para empresas venderem seus jogos e consoles por aqui. E é exatamente aqui que um jogo criado por apenas três caras conseguiu ser um dos sete jogos escolhidos pela Microsoft para representar sua ferramenta de desenvolvimento de jogos, o XNA.

O jogo em questão é o TriLinea, desenvolvido pela produtora indepedente chamada Tendi, que na verdade são apenas três pessoas (Edison S. Prata Jr., Renato Pelizzari da Silva e Davi da Silva Prata). E quem tem Xbox 360 pode baixá-lo agora para testá-lo. A versão disponível é apenas uma demonstração, mas já mostra o que esperar do trio. O sistema é simples, e o Gus do Audiogame conseguiu descrevê-lo com perfeição:

“(…) O jogo TriLinea foi desenvolvido por um time de três brasileiros, sendo o primeiro jogo brasileiro disponível na Live. Nele você tem que usar peças parecidas com as de um jogo de dominó, em que cada lado tem uma cor. Juntando três “quadrados” de mesma cor você os elimina do tabuleiro.”

Claro, a versão que está na rede ainda não é a final, os desenvolvedores terão muito trabalho pela frente, como dar uma polida na história, nos indicarores e no som. A expectativa que eu criei era muito menor e fiquei honestamente surpreendido pelo ue eu vi e joguei. Não é uma maravilha, mas pera lá, esse é o trabalho de três caras. Três caras que estão no Brasil, sem recursos e sem apoio financeiro. Você consegue entender as dificuldades que estes caras passaram para fazer isso? Para você ter uma idéia, Peggle, um dos games mais fantásticos que segue a mesma linha casual, teve uma equipe de desenvolvimento de mais de 20 caras e um puta investimento.

Esta é a hora de dizer “Sou brasileiro e não desisto nunca”. Aqui é um país que não oferece recursos, mas tem um monte de gente de talento. Fico imaginando esses rapazes em um ambiente propício, em uma softhouse interessante, que lhes dê todos os recursos (tecnológicos e financeiros) para fazer um jogo incrível.

Dou meus parabéns para todos os envolvidos no projeto, principalemente para o Renato, um cara que se dedicou muito a este jogo – na época de desenvolvimento ele até parou de escrever nas revistas da editora Futuro para entrar de cabeça neste esquema. A idéia é boa e TriLinea inova em muitos aspectos. Agora só resta que a M$ dê o apoio para os caras terminarem o que começaram.

Parabéns equipe Tendi. Vocês são nossos heróis.

Novo Guerracast no Ar!

Ontem, eu e o Gus, do Audiogame, fomos ao nosso estúdio em Maresias, litoral norte de São Paulo, gravar o novo Guerracast Audiogame. Entre muita viagens, falamos sobre a feira de arcades que acontece no Japão, a AOU e sobre muitos jogos. Confira o post do Guerracast 4 aqui ou ouça o arquivo via streaming aqui em baixo.

Só para você ter uma idéia, falamos sobre os jogos:

Continue lendo ‘Novo Guerracast no Ar!’

O ano do PSP?

Depois de muito tempo, muito tempo mesmo, os bons jogos do PSP não páram de aparecer. No dia 26 de fevereiro será lançado Patapon, um jogo que eu honestamente fiquei viciado. Uma mecânica simples e bem divertida, que mistura música com estratégia. Acho que nem pelo vídeo exibido é possível entender o esquema do jogo. Quem recebeu a demo da Sony entende que o jogo é bem legal e vai querer um.

Mas isso é só o começo, no mês de março existem mais dois jogos que não saem da cabeça dos jogadores, um deles é o Crisis Core: Final Fantasy VII, que vai mostrar os detalhes que antecedem os eventos do RPG mais cult e famoso do mundo, Final Fantasy VII.

Para não chegar ao fim, tem ainda mais um jogo no mês de março que 10 entre 10 proprietários do PSP querem ter, God of War: Chains of Olympus, que também será lançado em março e que ontem virou ouro (Goes Gold, para os que não gostam das minhas brincadeiras em inglês). Dizem as boas linguas que o game final virá com o trailer de God of War 3 para PlayStation 3, espero que isso seja verdade.

Em abril tem o N+, um dos jogos de quebra-cabeça mais maluco que eu já vi.

Isso é porque estamos em fevereiro, ainda nem passamos pela GDC ou pela E3, quando os games realmente bons são apresentados. Isso, significa que além do Skype, lançado no último update do portátil, que permite que você troque idéias com seus amigos em qualquer lugar que possua um hot spot, como aeroportos ou cafés.

Será que é agora que o PSP vai pra frente, eu acho que sim.

Quer um GTA IV?

grandtheftauto4134 copy

Quem acompanha os podcasts que eu participo no Audiogame, tá sabendo que tá rolando uma promoção maluca, certo? Como Assim, você não sabe? Então aqui vai:

Outro dia, eu, Rodrigo Guerra, e Gustavo Lanzetta estávamos conversando e chegamos em uma discussão para saber quem era a pessoa mais  insana no mercado de games do Brasil. Nós sempre conseguimos juntar o trabalho com o prazer, ou seja, conseguimos terminar todos os jogos que queremos em poucos dias (ou horas dependendo da duração do game). Isso resultou em uma aposta:

Vamos comprar o GTA IV no mesmo site, na mesma compra, para receber os jogos no mesmo dia. Assim que nós pegarmos o jogo será dado o início da maratona. Quem terminar o jogo primeiro fica com o game, quem perder vai ceder sua cópia para os ouvintes do Audiogame e leitores do Guerreiro.

Para participar da “promoção” você deve ligar para o telefone (11) 3717 GAME ou seja (11) 3717 4263. Você vai deixar seu nome completo, idade, endereço e vai dizer quem você acha que vai TERMINAR O GTA IV PRIMEIRO. Isso mesmo, você vai apostar junto com a gente. Se você apostar que o Gus vai ganhar, o GTA IV será o meu. Se você apostar que eu vou terminar antes, o GTA IV será o do Gus.

Só para deixar claro. Eu vou jogar no PS3 e o Gus vai jogar no 360. Ou seja, se você apostar no Gus e ele vencer, o GTA IV que você vai ganhar será o meu, do PlayStation 3. Se apostar em mim e eu vencer, o GTA IV será o do Xbox 360.

E aí? Em quem você aposta? Não perca tempo e deixe seu recado no (11) 3717 GAME ou seja (11) 3717 4263.

Eu quero um

Dá um look no que eu encontrei no Shopping UOl. Eu quero um PS2 com HDMI pra mim.

PS2 fake

O PS3 não tá desbloqueado e não vale o esforço

not_ps3_haked Nessa semana que passou, um monte de pessoas vieram me perguntar se era verdade que o PlayStation 3 estava desbloqueado. Eu até achei estranho, pois, se fosse verdade, a grande mídia teria espalhado isso pelos quatro ventos, como aconteceu quando destravaram o Xbox 360 (como pode ser visto aqui e aqui) e com o Wii, que também foi divulgado no site Gizmodo.

Acontece que a Sony aprendeu com o PSP em 2005, quando desenvolveu o portátil. O PS3, assim como o PSP, possui firware atualizável que permite que sejam adicionados elementos que não estavam previstos no lançamento do console. Querendo ou não, hoje em dia é muito difícil fazer com que um PSP novo rode jogos piratas, afinal, quem é que quer correr o risco de abrir a caixa de Pandora e perder o Wi-Fi e o leitor de UMD do aparelho?

O que aconteceu foi que alguém descobriu uma falha do sistema do PS3, que faz o sistema passar do processo de autenticação do jogo. A questão é que nenhum jogo conseguiu utilizar deste sistema para ser rodado, seja via ISO,  seja  por um back-up em Blur-ray. Tudo o que estas falhas permitem é que o usuário trave seu sistema – só isso.

Então, pelo menos até hoje, ainda não existe um “destravamento” para o PlayStation 3. E convenhamos, mesmo se existisse, quem é que iria gastar R$ 1700,00 em um gravador de Blu-ray mais R$ 99,90 na mída, sendo que um jogo original está em torno dos R$ 200,00? Mesmo se você fosse baixar as isos, sua paciência agüentaria esperar baixar mais dee 20 Gb? Onde você iria armazenar estes arquivos? Viu só o gasto que você iria acumular só para jogar games piratas?

É, desta vez a Sony se deu bem, pois jogos originais valem mais a pena agora do que nunca.

Problemas técnicos

Galera, quem visita meu site todos os dias deve estar pensando que eu morri.

Não, na verdade não. Ainda não.

Dizem que o Brasil só funciona depois do carnaval, mas eu acho que é o pessoal do WordPress que nem dá a mínima antes da folia de fevereiro.

Eu perdi minha senha e o e-mail cadastrado era da época em que eu trabalhava na editora Futuro. Os caras quase apagaram meu blog. Depois de meses negociando, consegui convencê-los que eu era eu. Bom, enfim, só para avisar que eu estou vivo e vou continuar a postar as maiores insanidades do mundo em que vivemos à partir de amanhã.

Brigadão e até lá!